CÂMARA DE VEREADORES RECEBE SECRETÁRIA DE SAÚDE PARA ESCLARECIMENTOS

0
176

Conforme o Requerimento aprovado na Sessão Ordinária realizada no dia 07 de fevereiro, a Secretária de Saúde, Aline Flores, fez uso da Tribuna para esclarecimentos de assuntos relacionados à Saúde e principalmente para elucidar sobre a questão da fila que se forma no dia de agendamento de exames.

Em seu pronunciamento, Aline Flores, saudou a todos presentes e agradeceu a oportunidade. Inicialmente, citou que há três unidades de saúde no Município: Posto de Saúde Cleto Johner, Posto de Saúde Dr. Pereira (esfs) e o Posto de Saúde Passo de Estrela. Proferiu um breve resumo sobre o que cada Unidade oferece quanto a serviços, profissionais de saúde, horários de atendimento.
Em seguida,
relatou números de 2017 de atendimentos realizados com clínicos gerais, médicos pediatras, procedimentos odontológicos, fisioterapias, verificações de pressão arterial, avaliações antropométricas, número de testes rápidos de HIV, aplicação de vacinas entre outros atendimentos e serviços ofertados. Comentou que atualmente todos os atendimentos via Unidade Básica de Saúde, ficam registrados através de prontuário eletrônico armazenando assim, todo o histórico do paciente.

Citou que quando há a necessidade de especialistas além das ofertadas nas Unidades de Saúde do município, os pacientes são encaminhados para as cidades de Porto Alegre, Canoas, Encantado, Taquari, Arroio do Meio, Teutônia e Estrela.

Explicou o itinerário para autorização de exames ambulatoriais: no primeiro dia útil de cada mês é liberado no sistema do Ministério da Saúde o valor de R$ 6.740 (seis mil, setecentos e quarenta reais) para o nosso Município. A partir desse dia, o paciente mediante a requisição médica, dirige-se ao Posto de Saúde para autorização e a partir disso, agenda no laboratório, data e hora da coleta do material. Aline salienta que esse valor é o mesmo todos os meses e que o dia escolhido, primeiro dia útil, foi fixado pelo Ministério da Saúde, esclarecendo que não é uma escolha da Secretaria de Saúde.

A secretária relatou o fato sucedido no dia 02 de janeiro, onde ocorreu falta de energia elétrica no POSTO DE SAÚDE DR. PEREIRA, coincidindo no dia das autorizações de exames e por esse motivo, todos as pessoas que se encontravam na Unidade Dr. Pereira, foram direcionados ao Posto de Saúde Cleto Johner, aumentando a demanda no centro, Aline reforçou que foi um fato isolado.

Aline comentou que a equipe da Secretaria de Saúde em parceria com a Administração Municipal, estão estudando uma forma de acabar com as filas ocorrentes nas Unidades de Saúde.

Sobre os transportes de pacientes, Aline explicou que os interessados procuram o Posto de Saúde e no fim de cada dia é distribuído o número dos pacientes x disponibilidade de transporte mas salienta que intercorrências.

O Presidente da Mesa, Adriano Schneider (PSDB) após a manifestação da secretária, abriu espaço para questionamento dos vereadores.

Sérgio Backes (PSDB) comentou o quanto seria interessante se todas as secretarias passassem pela Câmara de Vereadores para explanar sobre os feitos do ano anterior, efetuando um resumo anual. Backes expôs casos onde os veículos direcionados para Saúde são utilizados para outros fins, sugerindo o controle das viagens através da verificação de quilometragem.

Aline reforçou que o transporte é organizado mediante agenda prévia mas que casos eventuais, imprevistos, ocorrem.

Ubirajara Marques (PP) ressaltou que 12% do Orçamento é destinado à Saúde, mas que em 2017 foram disponibilizados 28,5% para tal área.

Bira sugere que haja um contato direto entre o Hospital São Gabriel Arcanjo e a Unidade de Saúde do centro, inclusive, no âmbito físico, onde os dois prédios poderiam ser interligadas.

Aline explicou que há um acordo entre Hospital e a Unidade, inclusive que quando há situações de emergência, a liberação do atendimento no Hospital acontece muitas vezes, via telefone, objetivando a agilização da assistência hospitalar. Reforçou que estão viabilizando maneiras para eliminar as filas nos dias de entrega das autorizações de exames.

O vereador Milton Weiler (PMDB) levantou a falta de medicamento no POSTO DE SAÚDE CLETO JOHNER, sendo que a população recebeu orientação para retirá-los no bairro Passo de Estrela. Questionou se não teria outra maneira de proceder e perguntou, se existe um recadastro dos pacientes que são atendidos nas Unidades de Saúde há muitos anos.

Aline elucidou que no mês de fevereiro a farmacêutica da Unidade do centro estava de férias e explicou que existem medicamentos controlados e antibióticos que não podem ser liberados sem passar por um profissional desta área, por esse motivo, durante este período, ocorreram situações que os pacientes tiveram que se deslocarem para o Posto de Saúde Passo de Estrela, onde havia a farmacêutica disponível mas reforçou que foi apenas neste intervalo de tempo e que a situação está normalizada. Sobre os cadastros, Aline comentou que desde o ano passado estão efetuando a atualização do cadastro do cartão SUS.

João Celso Führ (PDT) reforçou a questão das filas mediante as autorização de exames e mencionou a questão da disponibilidade das fisioterapias lembrando que, dependendo do caso, a recuperação do paciente discerne quando há a interferência imediata do profissional para casos que esse atendimento não é realizado imediatamente.

A secretária orientou a população que se dirijam às Unidades a partir do horário de funcionamento evitando o acúmulo de pessoas antes do expediente, tranquilizando os munícipes que as autorizações disponíveis mensalmente serão suficientes para todos que necessitarem, reforçando que para situações urgentes como gestantes, crianças até um ano, pré-operatório, indiferente o dia, as autorizações dos exames laboratoriais, nestes casos, são garantidas.

Quanto a fisioterapia, ela esclarece que o convênio permite 5 sessões mensais por pessoa e para os pacientes que necessitarem imediatamente do serviço, que entrem em contato com a equipe para que a situação seja solucionada e o atendimento ofertado o quanto antes.

Gilson Behrenz (PMDB) sugeriu que quando ocorrer a falta de energia elétrica, locasse um gerador. Secretária agradeceu a sugestão.

Jair Klein (PP) sugeriu que a entrega das fisioterapias sejam transferidas para a tarde porém a secretária comentou que anteriormente era realizada neste turno mas que as pessoas que moravam nas proximidades acabavam sendo beneficiadas resultando na privação dos pacientes que moravam no interior e principalmente, dependentes de transporte público. Jair questionou se os motoristas dos carros pequenos estavam aptos para a sua função, Aline esclareceu que para tal cargo, a única exigência, é a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Leandro Olbermann (PSDB) solicitou que os números da Saúde, enunciados inicialmente, sejam trazidos com mais frequencia e levantou a questão dos carros, de uso da Saúde, sendo vistos transportando, repetidamente no mesmo trajeto, um único paciente.

Aline frisou que cada paciente tem suas peculiaridades e restrições ocasionando sim, mais de uma viagem partindo do mesmo destino.

O presidente, Adriano Schneider (PSDB) quanto ao controle dos motoristas dos carros pequenos direcionados à Saúde, sugeriu uma planilha que constem dados como nome do motorista, nome do paciente, destino e registro de quilometragem de saída e chegada dos destinos.

A secretária explicou que essa planilha existe em todos os carros da Prefeitura mas ressalta que talvez a conferência dessas planilhas deveriam ser realizadas com mais regularidade, sendo que hoje é feito mensalmente.

Adriano rebateu solicitando que se a planilha existe, que seja verificada com mais frequencia e que o objetivo é somente para redução de custos, favorecendo os munícipes.

Aline, encerrou agradecendo o espaço e se colocando a disposição para esclarecimentos futuros.

Sessão 21-02 011